Connect with us

Bafhos

Belíssima: Relembre curiosidades da novela

Publicado

em

Belíssima

Na tarde dessa segunda-feira (04) a novela “Belíssima” será reprisada no “Vale a Pena Ver de Novo”, substituindo “Celebridade”. Escrita por Silvio de Abreu, a trama foi um verdadeiro fenômeno no horário nobre, sendo exibida entre novembro de 2005 e julho de 2006.

A história gira em torno de Júlia Assumpção (Glória Pires), presidente da famosa marca de lingerie “Belíssima”. A empresa foi fundada por sua mãe, a modelo Stella Assumpção, que acabou morrendo em um acidente. Por conta disso, a personagem viverá em conflitos com sua avó, Bia Falcão (Fernanda Montenegro), que cobra a neta de seguir os passos de sua falecida filha, e chegando algumas vezes culpando-a do que aconteceu no passado.

Além de Júlia, Stella também deixou o filho Pedro (Henri Castelli), que é o xodó de sua avó. Apesar do favoritismo, Bia não suporta a ideia do neto ter se casado com Vitória (Cláudia Abreu), uma ex-moradora de rua.

Romance, mistérios e muito humor, “Belíssima” contou com um time de peso e personagens que conquistaram o público. A trama, inclusive, foi responsável por alavancar as carreiras de Cauã Reymond, Paolla Oliveira Marina Ruy Barbosa, hoje um dos principais nomes da Rede Globo.

Pra dar aquela aquecida, decidimos relembrar algumas curiosidades da produção. Vem com a gente!

  • A reprise estava nos planos da Rede Globo desde 2009, mas sempre era vetada pelo Ministério da Justiça, por conta da censura;
  • Cláudia Abreu a princípio havia recusado interpretar Vitória, uma das mocinhas da história. A atriz estava querendo engravidar na época, e esse já tinha sido o principal motivo dela ter recusado o convite de Glória Perez para interpretar Sol, a protagonista de “América”, antecessora de “Belíssima”. Após muita insistência por parte de Silvio de Abreu, Cláudia acabou aceitando ser uma das protagonistas da trama;
  • Marina Ruy Barbosa foi escolhida entre mais de 200 garotas para viver a pequena Sabina. Essa foi a segunda novela feita pela atriz, já que sua estreia na teledramaturgia foi em “Começar de Novo”, um ano antes;
  • A princípio a atriz Carolina Oliveira, que na época fez muito sucesso ao protagonizar a minissérie “Hoje é Dia de Maria”, era a favorita por Silvio para interpretar a filha de Pedro e Vitória. Entretanto, por conta dos perfis dos personagens, a garota acabou sendo remanejada para a produção seguinte, “Páginas da Vida”;
  • Silvio de Abreu chegou a cogitar as atrizes Cecília Dassi Carla Diaz para o papel, mas como ambas tinham 16 anos na época, teria que mudar totalmente o perfil de seus pais, tendo que escalar atores mais velhos que Cláudia e Henri para os respectivos papeis;
  • O autor havia pensado na cantora Kelly Key para interpretar a jovem Giovanna, mas a loira acabou recusando o papel, para focar na carreira musical. Após diversos testes, a então estreante Paolla Oliveira acabou sendo a escolhida para o papel;
  • Por conta do sucesso feito em “Belíssima”, Paolla já acabou sendo escalada em seu trabalho seguinte para interpretar uma protagonista. Após a trama, a atriz interpretou Sônia no remake de O Profeta, protagonizando ao lado de Thiago Fragoso;
  • No auge de sua carreira como modelo, Giselle Bündchen chegou a ser convidada para interpretar Érica, filha de Júlia. A loira acabou recusando o convite, já que teria que se afastar das passarelas durante meses, para se dedicar às gravações. Silvio então a convidou para estrelar ao menos a abertura, mas novamente ela teve que recusar, devido à sua agenda;
  • Durante as gravações, Fernanda Montenegro acabou tendo problemas de saúde, e teve que ser afastada da trama. Por conta do enorme sucesso feito pela vilã Bia Falcão, a atriz ficou cerca de 60 capítulos fora da história, e acabou voltando. Em seu retorno foi revelado que a morte da personagem havia sido forjada;
  • O retorno de Bia Falcão marcou um dos maiores recordes da novela. O capítulo em que marca a volta da vilã atingiu incríveis 60 pontos na época;
  • Na mesma época Glória Pires, que interpretava a grande protagonista da trama, acabou contraindo hepatite. Por conta disso, a atriz teve que se afastar das gravações durante três semanas, e o autor arranjou como pretexto a internação de Júlia em uma clínica, após todo o stress e abalo pela suposta morte de sua avó;
  • Durante a ausência de Glória na trama, os personagens Safira (Cláudia Raia) e Pascoal (Reynaldo Gianecchini) acabaram roubando a cena, e o sucesso deles sendo maior do que já era desde o começo da história;
  • “Belíssima” foi a última novela feito pelo ator Gianfrancesco Guarnieri. Na trama ele interpretou Pepe, mas como acabou ficando doente durante as gravações, sua participação na história foi sendo reduzida aos poucos. Um mês antes do fim da novela, o ator acabou sendo internado e não retornou mais. Gianfrancesco veio a falecer no dia 22 de julho, três semanas após o fim da trama;
  • A novela marcou a volta do ator Cacá Carvalho na pele de Jamanta. O personagem foi criado em “Torre de Babel”, e Silvio o trouxe de volta em “Belíssima”, repetindo mesmo sucesso feito na trama anterior;
  • Um dos grandes mistérios da trama era sobre a identidade do filho que Bia Falcão teve com Murat (Lima Duarte) no passado, e abandonado após o nascimento. Vários personagens foram abordados, sendo André (Marcello Antony) e Vitória os mais cotados. No final das contas foi revelado que a personagem de Cláudia Abreu era então filha da grande vilã, que a perseguiu durante toda a novela, para ficar com a guarda da pequena Sabina.
Continue Reading
Clique para comentar

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EM ALTA!